Seja Bem Vindo!

welcomes

Seguidores

sábado, 28 de setembro de 2013

Reumatismo em Cães e Gatos



  
Reumatismo é um termo não-específico para uma variedade de doenças como a febre reumática, a artrite reumatoide, a artrite comum, a artrose, entre  outras e condições caracterizadas por inflamação, dor e a limitação de movimento nas articulações e estruturas relacionadas.

 Ele não é uma doença única, e pode ser localizada ou generalizada. Embora o termo está atualmente fora de uso comum, pode ser usado quando um diagnóstico oficial de artrite degenerativa ou doença articular é incerto. (fonte:http://pets.thenest.com/)
 

O INVERNO E O REUMATISMO EM CÃES E GATOS
A chegada do inverno, muitas vezes, agrava as dores de uma pessoa comum , especialmente no clima frio e úmido, nos animais de estimação não é diferente, podendo ter em comum os mesmos sintomas. Isto pode incluir vários graus de claudicação, rigidez, fraqueza e dor.


 Muitos animais disfarçam sua dor, mas é possível observar que eles tornam-se  relutantes em subir ou descer escadas, ou ir para fora brincar, correr atrás da bola, ou pular como no caso dos gatos (você pode notar que antes ele subia no balcão com um grande salto, agora ele evita e usa vários obstáculos com pequenos pulos até chegar ao balcão ). O simples gesto de se levantar da cama pode causar muita dor e levar o cão a soltar um curto ganido.

Certamente, se algum destes sintomas estão presentes com a chegada do clima frio, um exame completo e avaliação clínica de um veterinário deve ser feita para o diagnóstico e tratamento adequado. Exames de sangue e Raio X, podem ser solicitados.

Existem alguns suplementos nutricionais que podem ser utilizados preventivamente ou quando seu animal apresentar alguns sintomas.
 
 
 
 
 Vários produtos de glucosamina, Antioxidantes como Proanthozone podem ajudar a diminuir a inflamação das articulações e tecidos afetados, diminuindo o que é conhecido como formação de radicais livres, que acredita-se estão envolvidos com muitos dos sintomas (converse com seu Veterinário de confiança).

A suplementação de ácidos graxos, como o ômega-3 para muitos desses animais de estimação pode ser benéfica. No entanto, se o seu animal de estimação tem condições médicas pré-existentes e / ou está fazendo uso de outros medicamentos para a  Artrite, é fundamental conversar com seu veterinário antes de iniciar qualquer suplementação.
 
 Além disso, uma cama ortopédica ou uma cama aquecida (você pode usar almofada térmica ou *bolsas de água quente ), podem ajudar a manter seu animal de estimação quente, aliviando o estresse sobre as articulações.Evite caixas de areia com paredes muito altas se seu gatinho está com dores. Procure dar conforto e facilidades ao seu bichinho que sofre com o reumatismo. (Fonte:http://goo.gl/oaZFBq)

 
 
 
 
Aprendendo um pouco mais.

...A causa mais comum de reumatismo em animais de companhia é a velhice, embora esta doença pode realmente afetar cães jovens também. Algumas raças também podem ser mais suscetíveis principalmente cães de raça pura (Goldem, Boxer, Chiuaua, dentre outras...) . O Reumatismo também pode resultar da acumulação de produtos residuais metabólicos nos músculos. A alimentação que você da ao seu animal de estimação também é importante, pois certos alimentos podem aliviar os sintomas do reumatismo, ajudando a eliminar os resíduos tóxicos do sistema.

Os cães domésticos que passam muito tempo ao ar livre (especialmente no tempo de gelado) são mais propensos a sofrer de reumatismo. Peso adicional também vai colocar pressão extra sobre as articulações , por isso, se o seu gato ou cão é obeso ou está a cima do peso ideal, este pode ser um bom momento para iniciar uma dieta saudável. Outras causas podem incluir:
  • Anomalia óssea
  • Instabilidade dos ligamentos circundantes e tendões
  • Danos articulações
  • Infecção
  • Prejuízo causado por um sistema imunológico fraco (fonte:http://www.nativeremedies.com)
 
 
 
 
 
 
....Diz o Prof. Dr. Gudzent que o reumatismo em todas as suas formas agudas e crônicas tem de ser considerado com doença alérgica, isto é, como reação de hipersensibilidade do organismo diante de qualquer substância.

O tóxico produzido pela reação orgânica de hipersensibilidade deve procurar-se na albumina e quase exclusivamente na albumina dos ovos da alimentação.

Outros investigadores demonstraram, entretanto que, além da prejudicial albumina da alimentação, atuam como toxinas os produtos proteicos de exceção das bactérias e de outros organismos vivos, podendo ser origem de mudanças e alterações funcionais no sistema nervoso central, pelo que se deve insistir na destruição dos germes infecciosos de todo e qualquer tipo. 
 
Os focos sépticos têm de ser procurados nos dentes, amídalas, ouvidos, seios nasais, apêndice, intestino, vesícula, ovários e na próstata. Por isso, uma infecção tuberculosa sofrida na meninice ou na juventude e depois curada também pode dar ocasião a uma mudança no sistema nervoso central e, portanto, á formação ulterior de reumatismo.
 
 As primeiras conseqüências das alterações no sistema de regulação central são perturbações na irrigação sanguínea, em órgãos e tecidos. Se esta anormalidade na irrigação tem lugar num músculo, tudo se produz, por exemplo, nos músculos cardíacos, produz-se então o estado de reumatismo cardíaco com todas as suas conseqüências para os vasos e a circulação. (fonte:http://dicasnaturais.blogspot.com.br)
 
Fonte:dicapeludas.blogspot.com

O Gato American Curl Longhair




Descrição
 
É um gato de porte médio, que possui pelo longo e pode ser encontrado em diversas cores. A característica principal que distingue esta raça é o formato de suas orelhas, que se curvam para fora e para trás. Sua pelagem é sedosa e tem pouco subpelo, portando não há muita queda.
Peso: 1,5 a 3 kg
 

Características

Os gatos da raça são bastante afetuosos. São animais que gostam de estar em companhia de seus donos e sempre próximos às pessoas. Têm o habito de seguir os humanos por toda parte. Gostam de chamar a atenção para si e de se envolverem nas atividades diárias da casa. Convivem bem com crianças e outros animais de estimação.

 

 

 

Cuidados básicos

Todas as raças de gato devem ser escovadas regularmente. Tal prática favorece a limpeza da pelagem, além de prevenir a ingestão de pelos quando o animal se lambe. Conhecidos por sua higiene, gatos se limpam constantemente e isso dispensa banhos frequentes. As caixas de areia devem ser limpas diariamente, evitando que o animal escolha outros lugares para fazer suas necessidades. 
 
 Bigodes e unhas não devem ser cortados, pois são defesas naturais do animal. O formato característico das orelhas destes gatos vem de uma cartilagem que pode se quebrar caso seja forçada, o que requer cuidado adicional. Evitar que água entre nas orelhas durante o banho também deve ser uma preocupação.
 
 

 

 Alimentação

Gatos devem ter acesso constante a um comedouro e a um bebedouro bem
abastecidos. Preferem água corrente e costumam ingerir mais líquido quando tem essa possibilidade, hábito que previne muitas doenças renais.
 
 Uma sugestão é deixar uma fonte em algum canto da casa ou acostumar o animal a beber água da torneira quando for aberta. 

 
 
 
 
 
A quantidade de ração varia de acordo com o peso do animal, sua atividade física e pode ser encontrada nas embalagens. A qualidade da ração é fundamental para a saúde do gato. As do tipo Premium e Super Premium são as nutricionalmente balanceadas. 

Até os doze meses, o American Curl Longhair é considerado filhote. Nesta fase, a quantidade de ração varia de 30 a 60 gramas por dia. O alimento indicado são rações específicas para filhotes. 

A partir de um ano o gato é considerado adulto. Deve-se mudar a ração e a quantidade varia de 30 a 40 gramas/dia.
 
 
 
 
 

Espaço para criação

Estes gatos não exigem muito espaço, podendo viver em casas ou apartamentos sem jardins ou quintais amplos. Ativos, terão mais qualidade de vida se tiverem espaço para correr e brincar, seja dentro ou fora de casa.

Por manter o temperamento brincalhão dos filhotes mesmo na idade adulta, foi apelidado Peter Pan Felino.
 

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Top das 10 Raças de Cães mais caras do mundo



O Brasil é o 2º país com mais cães no mundo! Isso mesmo: aqui residem cerca de 30 milhões de habitantes que latem! Só perdemos para os Estados Unidos, onde existe mais que o dobro desse número!


Faraó Egípcio Hound

 



Grande de orelhas pontudas tem uma postura de rei. Datam sua existência desde 3400 A.C. Quase um dinossauro dos cães. Por ser de porte grande, precisa de espaço para se movimentar. E por causa da sua raridade, custa em média R$ 3 mil.

 

Terra Nova

 





Grande e imponente, essa ração veio do Canadá e conquista corações por onde passa. Por ter porte grande e ser muito ativo, precisa de espaço. São criados por canis especializados e não saem por menos de R$ 3mil. 

Griffon De Bruxelas

 



 
 

Esse pequenino de nome chic é famoso por sua aparição no filme “Melhor Impossível” com Jack Nicholson. É raro porque não se reproduzem com muita facilidade. Mas são bons pra quem gosta de cães pequeninos, inteligentes, de companhia e dócéis. São braquicéfalos (cara achatada) e não precisam de muito exercício para ser saudável. O problema é o preço, em média R$ 4mil. 

 

Chinese Crested

 


 
 

Exótico é conhecido por quase não apresentar pelagem sobre a pela. De origem chinesa e porte pequeno, só tem pelos (longos) nas extremidades do corpop. Esses cães são carinhosos, alegres e delicados. A versão peluda é chamada de Powderpuff. De acordo com canil especializado na raça, um filhote do Chinese Creted custa R$ 5 mil, em média. 


Lowchen

 

 


 

Essa belezinha peluda não é criada no Brasil, somente na Europa. Pra quem se apaixonar e puder pagar cerca de R$ 5 mil pela importação dele, pode ficar feliz. É uma raça dócil, de pequeno porte, alegre e brincalhão chamada de “Cão Leão”. 

 

Samoieda

 


 

 Esse faz sucesso pela pelagem toda branca e em excesso. De origem russsa, esse exemplar pode custar cerca de R$ 3,5 mil. Ele vive sorrindo, é dócil, mas não suporta muito o calor.

 

Lulu da Pomerânia

 


 

 Sabe aqueles cãezinhos de carinha pequena em meio a sua pelagem densa que vive nas bolsas das madames? Então, é ele mesmo. Uma fofura dessas, pode custar R$ 4 mil. É só pra quem pode mesmo. 

Pug

 


 
 

Esse pequenino de cara achatada pode chegar a custar na média R$ 4,5 mil dependendo do canil. Ele precisa de atenção, é muito carinhoso e apegado ao dono. 

Buldogue Inglês

 


 

Fofo, preguiçoso e cheio de personalidade esse bochechudo é muito sociável, mas teimoso. Seu processo de reprodução pode ser trabalhoso, fazendo subir o seu precinho. A média fica em torno de R$ 8 mil. O bom é pesquisar muito antes de comprar para analisar muito bem se a raça tem pedigree. 

Chihuahua

 


 
Conhecido como o menor cão do mundo, também faz sucesso entre as socialities. Com essa raça ocorre o mesmo problema que com os Buldogues: variação de preços e possibilidades de você comprar gato por lebre. Exija pedigree ao desembolsar a quantia exigida que vai de R$ 3 mil até R$ 10 mil. 

Fonte: http://caixinhadeestimacao.com.br

Por que Cães e Gatos fogem de casa?




Um dos principais receios para quem cria animais domésticos como cães e gatos é a fuga. Quando isso acontece os donos ficam desesperados e imaginando as piores tragédias com seus animais. Alguns donos não perdem tempo e saem à busca de mil maneiras, circulando pela vizinhança, perguntando, colando cartazes de procura-se em postes, fazendo faixas e até oferecendo recompensas. Quando o dono é criança a coisa é ainda pior, mexe com os sentimentos de forma profunda e a criança se desespera e acaba ficando doente.

 

Por que cães e gatos fogem?

São muitos os motivos. No caso dos cães os principais são: não se sente muito apegado ao dono por motivos que vão da indiferença aos maus tratos por parte deste, criado acorrentado, sente falta de liberdade e principalmente por motivo de procriação no cio. Este último fator é o mais terrível.

Quando o cão foge para acompanhar alguma cadela ele se esquece totalmente do sentido de orientação e chega a ir muito longe sem se preocupar com o caminho de volta. Não há quem não tenha visto um bando de cães seguindo uma cadela pelas ruas totalmente despreocupados com o caminho que estão seguindo. Quando o cio termina normalmente estão muito longe de suas casas e sem saber como voltar.

Nos outros casos, em que o cão sai para dar um passeio por falta de liberdade, há inúmeros casos em que ele volta espontaneamente variando num período de algumas horas para alguns dias.


 No caso dos gatos o que os fazem fugir são dois motivos; a caça e o cio. O gato por natureza é mais caçador e curioso. Assim, gosta de procurar locais como terrenos baldios ou parques para explorar. Depois de matar sua curiosidade na maioria das vezes volta. O cio também é o grande atrativo para os gatos e chegam a ir longe, contudo esses animais tem um sentido de território melhor que os cães e costumam voltar de grandes distâncias. Também enfrentam menos perigos, pois ao contrário dos cães que andam pelas ruas, os gatos fazem trajetos incríveis sempre evitando as ruas, isto é, por cima dos telhados e muros.

 





Onde procurar animais que fogem?

Levados pelo instinto, os animais procuram fugir das ruas barulhentas e procuram ruas calmas e sem movimento, terrenos baldios, parques ou pequenos matagais quando existem nas proximidades. Portanto, esses são os melhores locais para procurá-los. Quando se trata do cio, no caso dos cães, eles não ligam muito para os ruídos ou perigos e permanecem em ruas movimentadas aos bandos sem dar a menor atenção ao que se passa ao redor. Os gatos são mais reservados, normalmente procuram lugares sossegados ou os telhados. 


O que fazer para evitar fugas?

O primeiro passo tanto para cães quanto para gatos é a castração. Evita o mais drástico motivo de fuga que é o cio. Restam então alguns outros passos: para os cães, quando soltos no quintal, manter o portão bem fechado e evitar brechas ou buracos nos muros. Quando acorrentados, manter uma guia por onde a corrente possa deslizar e permitir o cão ter mais liberdade. 


Bons tratos é também muito importante para que o cão tenha vínculo com a família. Levá-los a passear de vez em quando. É bom que o cão conheça todas as redondezas, pois inclusive se um dia fugir, depois de matar a curiosidade, logo ele encontra o caminho de volta. O ideal é sair com o cão muitas vezes deixando-o acostumar-se com a rua, com o quarteirão e com o bairro, assim saberá voltar.

No caso dos gatos, como não é possível levá-los a passear nem necessário, pois o trajeto de seus passeios não é feito pelas ruas, o melhor depois da castração é dar-lhes uma boa vida sempre com um local aconchegante, boa comida e água fresca. Os gatos sempre marcam muito o local onde são criados, assim por mais longo que seja o passeio sempre voltam.


Quando um gato desaparece por algumas horas ou mesmo todo o dia não há com que preocupar-se, logo ele estará de volta. Pode acontecer também do gato em suas andanças entrar em alguma casa ou comercio e quanto resolver sair encontrar as portas fechadas deixando o bichano trancado por um dia, uma noite e às vezes até dias.

 



Cães fujões viram cães de rua

Boa parcela dos cães de rua surge entre os que fogem de casa e não conseguem encontrar o caminho de volta ou mesmo não se interessam mais em voltar. O cão depois de algum tempo perdido, aos poucos vai se adaptando ao novo meio. Quando fica faminto, logo percebe através do faro que não é tão difícil encontrar alimentos. Rasgando alguns sacos de lixo logo encontra o que procura. Para sorte dos cães, o lixo do Brasil é um dos mais ricos do mundo. As pessoas desperdiçam muito os alimentos. Com o tempo o cão também descobre os melhores locais para dormir, aprende a atravessar as ruas, usar a faixa de pedestres e habitua-se ao convívio com outros cães na mesma situação. Há até cães de rua em boas condições que aparentam não desejar outra vida.

Cães comunitários

Entre os que fazem das ruas sua morada há uma classe bastante privilegiada, são os comunitários. Cães que de alguma forma conquistam pessoas de uma determinada rua ou quarteirão que os passam a cuidar e alimentar sem, entretanto adotá-los definitivamente. Esses tem tudo que precisam, além da grande liberdade, alimentos e mimos de muitas pessoas.


 Leonardo Bezerra 
Fonte: http://jornalanimais.blogspot.com.br

Como cuidar da Pelagem do seu Cão




O pêlo dos cães tem uma função importantissima, além de protegê-los, ajuda a manter a temperatura do corpo. 

Também por isso merecem cuidados especiais, seja pra cães de pêlo curto ou longo. Por exemplo, escovação diária ajuda a renovar a pelagem e contribui para crescimento de novos pêlos, além de deixá-los desembaraçados e brilhantes.





 Os cães não suam, a pele deles produz uma gordura que mantêm o brilho do pêlo e protege contra bactérias, por isso não é indicado banhos muito frequentes, pois isso tiraria essa proteção natural do animal, deixando-o desprotegido.

Colorações caninas são outro ponto importante a se discutir, pois apesar de parecer bonito, cabe pensar se o animal gosta desse tipo de procedimento.





A tosa é importante para manter a estética e a higiene de alguns cães, principalmente no verão, porém se o pêlo demorar muito a crescer pode indicar problemas hormonais. 

 Shampoos humanos podem causar alergia, então o mais indicado é produtos próprios para os cães. E em caso de feridas ou queda de pêlos o melhor é procurar um veterinário.

Fonte: dogdogs.net

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Surpestições sobre Gatos





Um mito japonês diz que quando um gato morre, torna-se um espírito super. Segundo o budismo, o corpo de um gato é o local temporário de descanso da alma de pessoas muito espirituais.

Alguns acreditam que os gatos fazem viagem astral a todo momento.

Acredita-se que se um gato adota-lo, vai ficar com você para sempre, mesmo após a morte dele.

Rei Osorkon, da dinastia vigésima segunda, colocou um gato branco no centro de um magnífico templo e ritualmente dotou-o com um poder supremo.

Vai chover, se um gato lava as orelhas.

Se um gato lava seu rosto e patas na sala, um visitante vai chegar em breve.





Vendo um gato preto atrás de você é um mau presságio.

Dizem que os gatos podem prever terremotos.

Se um gato dorme com todas as patas abrigadas abaixo do corpo, uma tempestade está vindo.

Se um gato espirra o tempo vai esfriar.

Se um gato espirra duas vezes você vai pegar um resfriado.

O espirrar do gato é um bom presságio para quem o ouve.

Se você encontrar um fio de cabelo branco em um gato preto é um presságio de boa sorte.

A noiva vai ter uma vida de casada maravilhosa, se um gato preto espirra no dia do seu casamento.





Se um gato preto cruzar seu caminho sob o luar significa uma morte chegando.

Se você chutar um gato, você terá problemas graves nas pernas.

Se você afogar um gato que você vai se afogar no azar.

Se matar um gato de 17 anos traz má sorte para sempre.

Sonhar com um gato branco é boa sorte.

Se você sonha com um gato preto e branco, você terá sorte com crianças ou significa que um bebê está chegando.

Se você sonhar com um gato sem cauda significa que você perdeu a sua independência.

É a má sorte se atravessar um riacho carregando um gato no colo.





É a má sorte de ver um gato branco em noite de lua nova.

Se um gato preto caminhar em sua direção, significa boa sorte, se ele se afasta de você, você vai perder sorte.

Se sonhar que você está arranhado por um gato significa doença e problemas.

Sonhar com um gato amarelo, você vai ter sorte no dinheiro e negócios.

Sonhar com uma gata, você vai ter sorte com sua casa.

Sonhar com um gato multicolorido, você terá sorte fazendo novos amigos.

Um gatinho nascido em maio será um gato de bruxa!

Alguns gatos pretos são feiticeiras disfarçadas.





Para manter um gato fora de seu carro, coloque um chapéu no telhado.

Ao se mudar para uma nova casa, sempre coloque o gato pela janela, em vez da porta, para que ele não fuja.

Marinheiros acreditavam que se um gato lamber sua pele, significa uma chuva de granizo chegando, e se ele espirrar, a chuva está a caminho, e se era brincalhão, uma ventania forte chegará em breve.

Se você é um fazendeiro e matar um gato, todos os seus bovinos morreram misteriosamente.

No início do século 16, acreditavam que sempre que visitasse uma família beija-se o gato da casa traria boa sorte e fartura.

Na Transilvânia, se um gato salta sobre um cadáver, o corpo vai se tornar um vampiro.
O folclore que um gato tem 9 vidas, possivelmente surgiu porque o 9 é a “trindade das trindades” e foi considerado de sorte.

Fonte: magiazen.com.br/

O Horóscopo dos Cachorros



Cachorrinhos têm Signo?Isso é o que vamos ver agora: Separe a data de nascimento dele e localize na lista abaixo e conheça um pouco mais sobre o seu cão.

 

Capricórnio- 22/12 a 21/01

Os cão deste signo adora espaços abertos e amplos e, além disso, destacam-se como rastreadores de pessoas ou objetos.

 

Aquário-22/01 a 18/08

Os cães de aquário gostam de estar em harmonia e equilíbrio. Amizade é uma palavra que tem forte influência sobre estes cachorro, por isso, é muito companheiro.
Durante o treinamento, ele ama receber elogios!

 

 

Peixes- 19/02 a 19/03

É um cão extremamente sensível, que gosta de ambientes calmo e bem relaxante. Possui uma pequena tendência para engordar, portanto a alimentação deve ser equilibrada e balanceada.

 

Áries -20/03 a 20/04

São cachorros imponentes, determinados e espertos. Devido ao impulso, precisa ser treinado de forma correta e com muito amor.





Touro- 21/04 a 20/05

Gostam de liberdade e de estarem ao ar livre. Além disso, adoram correr e brincar em locais abertos. São cães obedientes e que aprendem as coisas com facilidade. Adoram passear em parques e praças.

 

Gêmeos- 21/05 a 20/06

Cachorros deste signo têm alterações de humor com frequência, por isso, o treinamento deve ser feito com muito carinho, amor e paciência. Eles gostam de companhia, ou seja, querem estar sempre ao lado do dono e da família.

 

 

 Câncer-21/06 a 21/07

Adoram ficar em casa com o dono. São cachorros leais, afetuosos e que estabelecem uma grande ligação com todos ao redor.

 

Leão – 22/07 a 22/08

São cachorros elegantes, refinados e adoram mimos e muito carinho. Muito leais, no treinamento devem receber muitos elogios.




 

Virgem- 23/08 a 22/09

Desde cedo, aprendem truques com facilidade e absorvem os ensinamentos de maneira rápida.

 

Libra- 23/09 a 22/10

São cachorros sociáveis e calmos. Gostam de treinamento que tenham lições curtas e bem objetivas.

 

 

 

Escorpião- 23/10 a 21/11

São ciumentos, ativos e muito dominadores. O treinamento com estes cachorros deve ser feito de forma calma e com muito agrado. Logo, não estimule o ciúme para não magoá-lo. São cães muito apegados ao dono e a família, também.

 

Sagitário- 22/11 a 21/12

Adoram brincar e aprendem as coisas com rapidez. Também são sociáveis e adoram interagir com outros cães. Eles adoram passar horas correndo e se divertindo, ou até mesmo aprendendo coisas novas.

 por: Barbara Barros Almeida

Curtiu?Leia mais em  www.caesonline.com(fonte da matéria)

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

O Spitz Alemão



cachorro Spitz Alemão surgiu na Alemanha e é uma das raças mais antigas da Europa Central, sendo desenvolvida em uma região da fronteira entre a atual Alemanha e a Polônia, conhecida por Pomerânia. A raça era conhecida como Lulu da Pomerânia até a década de 90, sendo que ainda é conhecida assim nos Estados Unidos e no Canadá. O Spitz Alemão ganhou grande destaque pois foram um dos cães mais apreciados pela Rainha Victoria, da Inglaterra.





 O TEMPERAMENTO DO SPITZ ALEMÃO

cão da raça Spitz Alemão está sempre em estado de alerta, sendo facilmente treinado e conduzido uma vez que é uma das raças mais inteligentes. Eles são espertos e extremamente devotados ao seu dono. É um ótimo cão de companhia e também como cão de guarda, uma vez que é desconfiado com estranhos e não tem vocação nenhuma para a caça, ou seja, não se distrai facilmente. 



Podem ser criados em apartamentos, contudo deve-se ter atenção especial ao filhote de Spitz Alemão, uma vez que eles têm costume de latir muito, assim, este comportamento deve ser desestimulado desde os primeiros dias de vida, e uma boa forma é fazer o seu filhote passar por um bom treinamento de adestramento básico. 
São animais muito sociáveis e normalmente não são agressivos, sendo assim convivem muito bem com outros cachorros e até mesmo outras espécies como gatos.
 


CUIDADOS BÁSICOS COM O SPITZ ALEMÃO


Spitz Alemão não precisará de muitos exercícios para ter uma vida saudável, para isso basta uma pequena caminhada por dia ou uma boa brincadeira no jardim, por outro lado, a manutenção da sua pelagem é bastante trabalhosa e exige, de preferência, uma escovação diária, além de uma ida a um profissional de vez em quando, especialmente se você não tiver tempo ou habilidade para lidar com a sua longa pelagem.
Fonte:http://racasdecachorro.com/

Coisas de Gatos




Você sabia?

1)As patinhas do seus Gato possuem:
Frente:05 dedinhos
Traseiras:04 dedinhos

Obs:existem gatos que nascem com dedinhos extras,eles são chamados de Polidactilos...

2)Se seu Gatinho tivesse nascido no Egito:
 os egípcios iriam usa-lo para proteger suas plantações contra vermes e ratos.

3)Se tivesse vivido muito mais que seu tempo normal de vida:
os egípcios o iriam adorar como a um deus e ainda iriam mumificá-lo!

4)Gatos não conseguem sentir o doce dos alimentos:
suas papilas gustativas não conseguem distinguir o sabor doce....





5)Seu Gato ronrona na mesma frequencia de um motor de óleo Diesel em ponto morto...
(o que dá uns 26 ronrons por segundo!)

6)Gatos podem ouvir som ultrasonicos!
Roedores usam esse som para se comunicarem!Os gatos podem ouvir mas Cães e Humanos não!

7)O gato pode correr até 48km/hora.

8)Gatos enxergam no escuro:
eles só precisam de um sexto de luz que um ser humano necessita para sua visão!

Raiva:uma doença fatal





Doença contagiosa e incurável, a raiva pode afetar os cães e também os homens. Vacinação em dia ainda é o melhor remédio para prevenir....

Por ser uma doença incurável, a raiva é uma doença que deve ser prevenida através da regular vacinação nos animais, mas antes disso é preciso entender de onde ela vem e quais os principais sintomas para diagnosticá-la corretamente.

Um dos maiores transmissores da doença é o morcego hematófago que se alimenta exclusivamente de sangue de vertebrados. Todos os morcegos podem carregar o vírus da raiva, mas para que ocorra a transmissão é necessário o contato da saliva com o sangue do animal

Como a raiva é uma zoonose, sua transmissão pode passar do animal para o homem, causando até a morte. Porém é necessário que o pet seja portador da doença para que haja a transmissão.

O contágio em humanos ocorre principalmente pela mordedura de um animal, incluindo os domésticos, mas nem sempre a mordida de um cão ou gato transmite a doença. Se houver contato com a saliva do raivoso, seja por meio de um corte, ferida e até mesmo uma queimadura, a probabilidade de contágio é alta. 





Após a contaminação o vírus fica incubado durante certo período, em seguida ele migra para os tecidos rapidamente. Diagnosticado os sintomas da raiva, não há mais cura. No homem os sintomas são expressivos, desde ataques e depressão nervosa, até tendências a gritaria e agressividade, com acessos à fúria, alucinações, baba e delírios. O período de sintomas dura cerca de três dias, em seguida o homem apresenta paralisia flácida na face e consequentemente as outras partes do corpo.

Outros sintomas que indicam a raiva são a mudança no comportamento do animal que fica mais recluso, uma maneira diferente de agir do habitual, agressividade, salivação e paralisia. É importante entender que a saliva do animal pode não estar relacionada à raiva. Em muitos animais ocorre a paralisação dos músculos faciais, impedindo a deglutição da saliva.

A agressividade também deve ser analisada, afinal ela também pode estar ligada a outro sintoma que o animal está sentindo, como por exemplo, medo ou traumas.
Os sintomas no homem são os mesmos apresentados nos animais, por isso o controle de vacinação dos seus animais de estimação deve ser rigoroso, já que a vacina é a única forma de controlar a doença.

 Como nem sempre sabemos a origem e o tratamento dado a animais de rua, por exemplo, é importante procurar um posto de saúde imediatamente para receber o tratamento adequado contra a raiva. Para diagnosticar um animal com raiva são necessários exames do cérebro e do tronco cerebral em busca do vírus. Manter o animal em observação também ajudará no diagnóstico.







No Brasil, o primeiro caso de raiva em um ser humano foi diagnosticado em 2009. Para muitos, esta notícia pode ser considerada muito boa, afinal são tantos anos e ninguém jamais foi infectado, mas como a doença é irreversível e leva a morte, uma vez diagnosticado os sintomas, o tratamento será ineficaz. Por isso é tão importante a prevenção.

Diante da mordedura ou arranhão de um animal que não se tem certeza se foi vacinado, o primeiro passo é lavar abundantemente o local com água e sabão evitando a penetração do vírus nos tecidos mais profundos. Isto impedirá o contato do vírus com as terminações nervosas onde a doença se propaga.

 Se conseguir, capture o animal, seja ele de rua ou não, e leve a um posto de saúde. Com a ajuda de um veterinário, eles irão avaliar o estado físico do animal e se será necessário um tratamento antirrábico no paciente.

O tratamento que possibilita a cura não está disponível para os animais de estimação. Se o pet for mordido por um animal infectado e não estiver vacinado ele adoecerá e provavelmente virá a falecer em torno de 10 dias. 

Por isso atentem-se as campanhas de vacinação no controle da raiva no seu bairro, elas acontecem anualmente. Com a vacinação em dia, seja nas clínicas pelo acompanhamento veterinário ou pelas campanhas, a vacina antirrábica anual precisa estar em dia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...